sábado, 5 de outubro de 2013

Dizem que é uma queda da Scarlett Johansson...


"A queda" parte I






Alguma da paródia feita com a queda...

A restante paródia pode ser visualizada aqui.


Mas como eu estava a dizer... Dizem que é uma queda da Scarlettezinha, eu digo que até para cair é preciso ter arte...
Se fosse eu a dar um valente esbardalhanço no meio da rua deveria ser algo deste género:


Reflexão profunda do fim de semana: Na vida, até para se cair é preciso ter sorte... True Story...






23 comentários:

  1. Qualquer panda a cair é muito mais gracioso que a Scarlett. Mais não fosse, o grau de fofura é incomparavelmente maior num panda. Só aí está ganho. Nessa lógica, tu também ganhas ;)

    Beijokas

    ResponderEliminar
  2. Ahahahah...até a cair ela tem estilo. :) Seja como for, a nós parece-nos sempre que fazemos uma figurinha muito má, mas desde que nos arranque uma boa gargalhada já valeu a pena. :)
    beijinho

    ResponderEliminar
  3. Verdad! Isto até para cair é preciso ter queda... :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  4. Ah!ah! Não deixa de ser uma queda e como todas as quedas... perde-se sempre a graça, ou a graciosidade, mesmo que se seja uma estrela... digo eu!

    ResponderEliminar
  5. LOL mesmo a cair a mulher é linda :D
    Mas as montagens são fixes xD

    ResponderEliminar
  6. Espalhar-se é uma arte :))
    Boa semana!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Ora bem sou licenciada em espalhanços monumentais: Já arrebentei sapatos, já rasguei uma saia de alto a baixo em pleno asfalto, já lancei a carteira para longe e depois tive de andar "à cata" dos objectos um a um...
    Mas a pior de todas foi cair em casa pelas escadas abaixo grávida de 7 meses, com a mais velhinha ao colo. Para salvar as duas filhas sem lesões o meu rabo ficou mais preto que o teclado onde escrevo e agarrei a mais velhinha de tal maneira contra mim que ela não se magoou na queda, pisei-lhe eu os braços com as marcas das minhas mãos:))))
    Por isso queda, queda, queda tenho eu para a coisa:)))))

    Jinnhoooossss ( e saudades tuas)

    ResponderEliminar
  8. Eu já te via como uma espécie em vias de extinção, Catarina... mas agora que te comparas com um panda, e bem fofinho...

    Quando te fizeram, deitaram fora o molde. O que é pena. This world could well use some other human beings like you.

    K&H's!...

    Giuseppe

    ResponderEliminar
  9. Será que ela cairia nos meus braços?
    Teria todo o prazer em ampara-la!!! ;)))

    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Independentemente do tipo de queda, o importante é conseguirmos sempre levantar ;)

    ResponderEliminar
  11. Pukas, numa coisinha eu ganho de certeza, a única vez que até hoje isso me aconteceu, consegui rir-me mais do que toda a plateia :p Eheheh, só aí está ganho :p

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Lily, o segredo está precisamente em sabermos rir de nós próprios, mesmo que as dores deixem uma lagriminha no canto do olho ;)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. mmm´s a queda dela até teve graça, porque tentou manter a graciosidade, mas o melhor que estas coisas têm são as paródias que algumas pessoas se disponibilizam a fazer :p
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Roger, ainda estou para conhecer o primeiro elemento do sexo masculino que discorde disso :p Será que é da boca? do olhar? do charme? hum... se calhar é da graciosidade mesmo quando cai :) Eheheheheh A menina dos olhos do Woody sempre em grande!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Pedro, era eu garota e estava com uma amiga mais velha, já adulta, passeávamos em Viseu e já não me lembro a que propósito ela perguntou-me "Se eu caísse como é que tu reagias?" e eu respondi "primeiro ria-me, depois ajudava-te"... Sinceridade de outros tempos :p eheheheh
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Minha querida Surizinha eu acho que isso já não é Licenciatura, é um Doutoramento :p
    Espalhanços "públicos" só me recordo de um, estava atrasada para as aulas ia a correr e escorreguei naquelas grades que muitas escolas têm à entrada dos pavilhões, e ri-me mais do que toda a gente de uma figura tão ridícula, assim mais privada, já parti a testa num degrau na primeira casa dos meus pais (havia um degrau da cozinha para a sala) e quedas de bicicleta, algumas :) Mas à beira da Suri, sou uma aprendiz :p

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Giuseppe Pietrini gosto muito de pandas, acho que são de uma fofura imensa, mas a primeira vez que me comparei a um panda foi por causa das olheiras :p

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Ricado Meneses se estivesse por perto... Quem sabe, quem sabe...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  19. NightDark ora aí está uma grande verdade, até porque difícil não é cair, é mesmo levantar, e de preferência com toda a graciosidade do mundo :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar