segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Laços




Um laço
é por duas pontas composto,
não se laça ninguém,
não se segura só por um gosto,
num laço intervêm dois
não se prende alguém
por um laço.
Num laço gostar
é reciproco,
ou então não o é.

Em serena contemplação,
aprecio os meus laços
Gosto dos que ficam
tenho saudades 
dos que deslaçaram,
mas não se prende ninguém,
um laço não é um nó,
um laço não é uma fita solta
não há saudade nem gostar
suficiente
para trazer alguém de volta.

E em jeito de conclusão,  
Nesta vida de laços 
e deslaçamentos
Deixo a questão,
Uma fita deslaçada,
pode ou não
voltar a ser um laço?















"O que quer dizer cativar? É uma coisa muito esquecida...Significa laços."
O Pequeno Príncipe

25 comentários:

  1. Penso que a magia da vida tem precisamente a ver com isso: com todas as fitas deslaçadas que vamos deixando pelo caminho e com o facto de não sabermos se, quando e quais delas voltarão, novamente a ser laços :) Beijinho grande Poppy

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Helena, é isso mesmo alguém dizia que a vida é feita de encontros e desencontros, pelos visto também é feita de laços e deslaçamentos.

      Um grande beijinho também para ti

      Eliminar
  2. Eu acho (e espero) que uma fita desenlaçada pode voltar a ser um laço. Ás só temos que procurar a maneira cerca de voltar a dar o nó :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também espero que sim PS, talvez isso faça de mim uma idealista ingénua mas acredito sempre que há fitas que devem voltar a ser um laço :)

      P.S. Se apertas demasiado um laço passa a ser um nó, se um deixas muito folgado ele solta-se, é tudo uma questão de equilibrio.

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Um laço, um beijinho e um abraço.
    Tudo com votos de uma boa semana :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo em dobro para si e para as suas princesas Pedro :) Beijos

      Eliminar
  4. Os nós apertam, amarram, atrofiam. Já os laços envolvem, unem, aproximam.
    Criar laços é criar relações para a vida.. quando o que nos une é muito mais que o que nos separa.

    Beijo* Poppy girl

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AC gostei muito do que escreveste, e é verdade sim, laços é diferente de nós! Beijinhos grandes

      Eliminar
  5. SE NÃO HÁ IMPOSIÇÃO,SE É O NATURAL, O LAÇO TEM AUTO-VIDA!ABRAÇOS!

    ResponderEliminar
  6. Cativar significa chamar a atenção para coisas que nos façam sentir bem, uma forma de fazer o outro sentir que perto de nós é que está bem!

    Beijinho grande!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos imagem nova Alexandra :) ... porque quando se chama a atenção para coisas que não façam bem isso não é cativar :)

      Beijinhos grandes

      Eliminar
  7. O melhor é quando dá para entrelaçar, o que é simplesmente mágico e maravilhoso quando se quer e se deseja. ;)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto dos teus comentários sonhadores FireHead :) Muito mais mágicos e maravilhosos do que discutir-mos sobre a Alemanha certo? Eheheheheh vá faz parte, essas nossas "discussões" são parte integrante do nosso laço de amizade :)

      Beijinhos

      Eliminar
  8. Bem... acho que nunca mais vou olhar para um laço da mesma maneira... =) o que escreveste é muito bonito, mas a interdependência e compromisso implícitos provocam-me sensações de claustrofobia... acho que não gosto de laços... =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Briseis, nem de um lacinho? :) Quando causam interdependência e claustrofobia deixam de ser laços, por diversas coisas já tenho reparado que temos semelhanças em algumas coisas, pelo menos falando por mim essa do compromisso, há certos compromissos que me causam claustrofobia também, porque acho-os imposições sufocantes e às vezes desnecessárias, o segredo está em criarmos laços com quem nos entenda como somos, não há-de ser muita gente (isso acaba por reflectir-se nos círculos de amigos mais ou menos grandes) mas quem se entrelaçar na nossa vivência acaba por aprender a lidar com isso.

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Pode sim, mas tens que apertar bem o nó...

    Um encanto!
    Um beijo e ótimo domingo, Poppy.

    ResponderEliminar
  10. Olá Poppy,
    Antes de mais obrigado pela partilha e pelo belíssimo texto.
    Estou de acordo com a tua definição de laços, em relação à questão que deixaste acredito que sim em raras excepções, mas muitas vezes a resposta é não. Quando se ultrapassam limites e alguns valores acho que nunca a relação será a mesma.

    beijinhos e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somente EU, claro que há limites para tudo :)

      Beijinhos e um bom Domingo para ti*

      Eliminar
  11. Vim aqui parar sugestionada pelo tema e tenho de te dar os Parabéns pelo excelente texto!
    À partida como resposta à tua pergunta diria :depende do tipo de laço que se cria e da capacidade de o voltar a atar e da vontade de o fazer. Os laços afectivos podem ser refeitos , mas tudo depende da destruição que cada pessoa sentiu ao desfazer.., porque esses laços não são "coisas" e não podem ser tratados como coisas. Gosto sempre de pensar que o nunca não existe. Gosto do perdoar, mas claro que tudo depende das situações..
    Beijinhos e Bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sorriso, muito obrigada pelas palavras :) Por vezes a maldade que provoca a destruição dos laços é tão grande que nem as fitas sobram, por isso sem fitas não há possibilidade alguma de refazer laços. Assim, simples...

      Beijinho grande e um óptimo Domingo para ti*

      Eliminar