terça-feira, 21 de maio de 2013

Eu e os doces...

É certo que tenho mais jeito para os comer do que para os fazer... 


Isto era para ser um bolo de bolacha, mas aparentemente não passou de bolachas mergulhadas num creme que não estava mau de sabor, mas  que de bolo de bolacha nada tinha.
E nem me atrevi a tirar fotos a acidentes  como um cheesecake de morango com base de bolacha oreo em que tudo falhou, desde a base ao recheio, ao colocá-lo na batedeira deparei-me com uma guerra entre as peças da batedeira e as folhas da gelatina que não estavam bem dissolvidas (eu pensava que a batedeira as acaberia por dissolver O.o croma)  um desatre épico! Nem  coragem de acrescentar as fotografias de um arroz doce, em que decidi armar-me em grande chef e colocar uma gema de ovo, esqueci-me de bater a gema do ovo antes de atirar para dentro da panela e o resultado bem... O resultado foi no minimo esquisito...

Mas se há momentos em que eu acho que deveria ser proibida de entrar na cozinha e estragar ingredientes em sobremesas falhadas... Seria injusto se não partilhasse as minhas aventuras em que me sinto como uma verdadeira chef de sobremesas ( se é que isto existe...), em que faço bolos deliciosos, e tartes bonitas de se ver e boas de se comer...
Ora apreciem o meu orgulho com esta tarte de frutos vermelhos (que apenas levou morangos porque foi repartida com muito amor, com quem não gosta de frutos vermelhos além dos morangos) :)


Oh que beleza... Garanto, de chorar por mais :) 

Acima de tudo, cozinhar doces ou outras coisas é um exercicio de paixão... Nem sempre corre bem, mas as vezes em que corre bem, compensa!

E porque cozinhar, doces e não só, também é amor...


O amor é... Dois pratos de esparguete às luz das velas :)

30 comentários:

  1. Fiquei cheia de vontade de dar uma trinca em tudo isso =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jovem $0nhador@, a tarte estava mesmo muito boa :)

      Eliminar
  2. Gostei de saber das tuas aventuras e desventuras culinárias :) Também gosto de cozinhar, sobretudo em momentos especiais, mas confesso que também tenho um problema com as folhas de gelatina... E concordo contigo, cozinhar é também um ato de amor e isso é sem dúvida o mais importante.
    Um beijinho Poppy

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Helena, haja alguém como eu em relação às folhas de gelatina :))) Que tormento, tenho de ver se descubro gelatina em pós sem sabor...

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Também sou mais de comê-los do que fazê-los! :-))

    Abraço e bom proveito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rosa dos Ventos, é mais fácil e mais rápido :)

      Abraços

      Eliminar
  4. O teu bolo de bolacha lembra-me a primeira vez que tentei fazer um. Segui uma receita em que o creme não levava manteiga e aquilo nunca ligou. lol

    Mas a tua tarte, sim, senhora, que belo aspeto! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma Rapariga Simples, pronto, então confere não fui eu que fiz asneira, foi da receita :p

      A tarte estava boa sim :)

      Eliminar
  5. R: Muito obrigada! Se quiseres participa :)
    -Alexandra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alexandar, já comecei a minha participação :)

      Eliminar
  6. Para mim quer seja a cozinhar ou a fazer bolos, doces e afins é sempre um acto de amor e algo que me ajuda a espairecer.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joana, mas tu tens uma mão cheia para os doces, que os teus bolos ficam com um aspecto maravilhoso :)

      Beijinhos

      Eliminar
  7. "O amor é... Dois pratos de esparguete às luz das velas :)" - ahahahahaha muito bom, muito bom :D

    beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Claro que existem top chefes só de doces, são os chamados mestres pasteleiros. Doces não são a minha praia, nem para fazer, nem para comer: prefiro salgadinhos!

    Com essa do amor é dois pratos de esparguete à luz das velas, lembraste-me dos desenhos animados da "Dama e o Vagabundo"... :)))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teté, bem me parecia que eu estava a ser inspirada por algo que me transcendia quando escrevi isso com certeza que foi por esse filme :)

      Beijocas

      Eliminar
  9. Olà, Poppy

    Antes de mais e na minha opinião, deveria ser interdito postar receitas "COM FOTOS" :)).
    E sim, deverias ter coragem de colocar as restantes fotos, ou seja, a parte mais interessante da cozinha "os desastres" hahaha .

    Gostei da apresentação dos pratos, quem não gostou muito foi o meu estômago aff :)
    Quanto à esparguete, bem, sou totalmente contra essa frase, jamais serà um prato a dois, é muito escorregadio kkkkkkkkkkkk :)

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahhhh Live, então o "bolo" de bolacha da primeira foto já não é desastre suficiente? E a descrição de algusmas desventuras... Já chega não me posso envorganhar mais :)))

      Beijinhos

      Eliminar
  10. Sem dúvida que sou melhor a comê-los do que a fazê-los. Aliás, eu a fazer doces nem vale a pena xD Já a cozinhar é o que é :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Roger, alguma vez experimentaste? O meu irmão faz uns doces e uns bolos fenomenais, a vontade dele por as mãos na massa é que nunca é muita :p Por isso a minha pergunta

      Eliminar
    2. Já tentei ajudar, mas disseram-me que só desajudo xD isto já diz tudo xD

      Eliminar
    3. Ahahahah... Tens de experimentar sozinho :) A primeira vez que o meu irmão fez um bolo, eu estava a ajudá-lo e de acordo com a minha percepção ele só estava a fazer m@£§€, conclusão, o bolo dele ficou melhor do que o meu.
      Se estiver a cozinhar também não gosto que metam o bedelho, mas se cozinharem para mim isso já é outro assunto e sabe bem ^.^

      Eliminar
  11. Esparguete, doces, velas.....e depois?? :)))
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro, depois é ver a continuação da Dama e do Vagabundo :)

      Eliminar
  12. Posso ser sincero, Cat?

    Só comia o esparguete (tá com imaginação), agora o resto é que nem consigo descortinar o que seja!!!! :))))))

    Beijinho e bom resto de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo, a sinceridade nunca me choca :)

      Mas asseguro que a segunda imagem era uma tarte com morangos e raspas de chocolate, depois levava uma cobertura de chocolate e era acompanhada com morangos e chantilly.

      O esparguete foi um mero "acidente" caiu mesmo assim em duas vezes que servi, por isso é que tirei foto :)

      Beijinhos e bom resto de semana*

      Eliminar
  13. Sois muito prendada no departamento de tartes de morangos. Gostei :-)
    Volta e meia dedico-me à arte com jantares cheios de mariquices e sobremesas frias ou gelados caseiros enfeitadinhos a preceito (bolinhos nao e comigo). Mas contam-se pelos dedos as noitadas por mim organizadas. A salgalhada que faço na cozinha nesses eventos obriga-me a conter a veia culinária.
    Além disso tenho a italiana que faz coisinhas tão boas que só queria que a balança fosse mais minha amiga para eu apreciar mais vezes as especialidades da terra dela :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pusinko, correu bem, correu bem :) Gosto tanto de organizar jantares desses cá em casa!
      De facto a cozinha é que fica um inferno, mas vale a pena... Se eu vivesse com uma italiana assim (já tenho lido algumas coisas sobre o quaõ prendada ela é) estava bem lixada pá :p

      Beijinhos (Espero que a festarola tenha sido boa)

      Eliminar
  14. Olá Poppy
    Identifico-me com a primeira frase do teu belíssimo texto: " É certo que tenho mais jeito para os comer do que para os fazer..."

    Mas concordo contigo, cozinhar é um acto de amor, se eu fosse contar as minhas aventuras na cozinha no início havia de ser bonito, houve progressos é o mais importante.

    beijinhos e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sérgio, eu também gosto dos meus progressos culinários :)

      Beijinhos

      Eliminar